PI 49 - CAMARA - DOURADOS ONLINE

HBO vai produzir filme de deputado filho de brasileiros expulso da Câmara dos EUA 

A HBO films vai produzir um filme sobre George Santos, deputado dos Estados Unidos, filho de brasileiros, que foi expulso da Câmara na última sexta-feira, 1, informou o portal ‘Variety’, acrescentando que a produção será realizada por Frank Rich, que também foi produtor executivo das séries da HBO “Veep” e “Succession”, e Mike Makowsky, roteirista de “Má Educação”, será o responsável por fazer o roteiro.

Por Clezer Gomes em 04/12/2023 às 10:14:18

A HBO films vai produzir um filme sobre George Santos, deputado dos Estados Unidos, filho de brasileiros, que foi expulso da Câmara na última sexta-feira, 1, informou o portal ‘Variety’, acrescentando que a produção será realizada por Frank Rich, que também foi produtor executivo das séries da HBO “Veep” e “Succession”, e Mike Makowsky, roteirista de “Má Educação”, será o responsável por fazer o roteiro. O longa, que já é descrito como uma “investigação forense e uma visão sombriamente cômica” da corrida eleitoral para o Congresso em Long Island, NY, que levou à eleição de Santos, será baseado no livro “The Fabulist: The Lying, Hustling, Grifting, Stealing, and Very American Legend of George Santos” (“O Fabulista: A Mentira, a Trapaça, a Fraude, o Roubo e a Lenda Muito Americana de George Santos” em tradução livre), de Mark Chiusano, lançado em 28 de novembro. O filme vai contar a história de uma aparentemente insignificante corrida eleitoral local que se tornou uma batalha pela alma de Long Island. No dia primeiro de dezembro, Santos teve seu mandato cassado após mais de dois terços dos integrantes da Câmara dos Deputados dos Estados Unidos votaram contra ele. Foram mais de 311 votos a favor da moção, 114 contra e duas abstenções. O agora ex-deputado é acusado a nível federal de fraudar seus doadores e enfrenta acusações de lavagem de dinheiro e fraude eletrônica. Com a derrota, ele se tornou o sexto deputado a ser cassado na história dos EUA. A última expulsão tinha acontecido em 2002.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: Jovem Pan

Comunicar erro

Comentários