Prefeitura já roçou mais de 22 km de mato em áreas públicas

Prefeitura já roçou mais de 22 km de mato em áreas públicas
Foto: Divulgação/Assessoria

Com pouco mais de um mês à frente da prefeitura de Dourados, a nova gestão já realizou a roçada de 22 mil metros de áreas do município. Na região do transbordo e na rua Toshinobu Katayama, por exemplo, os trabalhos já mudaram o cenário. Além das ruas, 20 prédios públicos foram atendidos com as roçadas como UPA, Clínica da Mulher, Prefeitura, PAI, Unidades Básicas de Saúde, feira principal, Parque dos Ipês, Douradão, Conselho Tutelar, Jorjão e outros.

Segundo o secretário de Serviços Urbanos, Romualdo Diniz Salgado Júnior, a equipe de trabalho esteve também em dois pontos muito pedidos pela população: na avenida Guaicurus e na avenida Lindolfo Lange, na Vila Toscana, onde os trabalhos de limpeza já começaram.

A Semsur (Secretaria Municipal de Serviços Urbanos) também está com frentes de trabalho em várias regiões para operação tapa-buracos. Mesmo com as intensas chuvas, em um único dia, 72 buracos foram tapados, todos com recursos próprios do município. “Assim que a chuva permitiu, as equipes iniciaram os trabalhos. Ainda há muito a ser feito, mas estamos trabalhando para melhorar a trafegabilidade”, explicou o secretário da pasta. Aos poucos, a sensação de abandono, relatada pelos moradores, tem se transformado.

Levantamento da Secretaria mostra que no mês de janeiro 637 toneladas de lixo foram recolhidas em Dourados. Na iluminação pública, 303 lâmpadas foram substituídas ou receberam manutenção. “Nesse ponto ainda existe uma limitação que são os locais que precisam de reator. Nesse caso não temos o material em estoque e temos que aguardar o trâmite da licitação. Mas, mesmo assim, atendemos pedidos que estavam abertos desde 2018”, pontua o secretário.

Licitação emergencial

A prefeitura fez o processo de licitação, em caráter emergencial, para garantir agilidade na limpeza urbana. Com isso, a Semsur pretende, nas próximas semanas, solucionar parte do problema que tem incomodado moradores. Segundo o secretário, se tudo correr como o planejado, nesta semana a empresa será contratada.

Atualmente, a única mão de obra vem do contrato com a Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário) que prevê 40 homens para atuar nas frentes de trabalho ao lado da Semsur. Essa equipe é responsável hoje por execuções de limpeza, tapa-buracos e por auxiliar serviços de podas e outros. “É uma equipe pequena para atender toda demanda, por isso já fiz solicitação para dobrarmos o número atual e contarmos com mais 40 pessoas trabalhando”, disse Romualdo.

Metas

Segundo o secretário, o projeto para recuperar a malha viária tem metas a curto, médio e longo prazo. Inicialmente estão sendo feitos reparos mais urgentes. O objetivo inicial é atender as vias principais para que a população consiga se deslocar de um ponto a outro da cidade em vias com boas condições de tráfego, para depois trabalhar nas ruas secundárias.

Ligado Na Notícia